<$BlogRSDUrl$>

domingo, 29 de agosto de 2004

Noite 

Estas são as noites perfeitas: claras, escuras, lindas e negras. Exactamente como devem ser sempre, com seus contrastes mais definidos e, paradoxalmente, com as fronteiras entre escuridão e luz mais ténues. É esta a magia da noite, e a que me fará sempre admirá-la como nunca admirarei o dia.

Etiquetas:


sábado, 28 de agosto de 2004

Sucesso 

Ao ver o "End of Innocence", espécie de documentário sobre os Nightwish, realizado e produzido pela própria banda, senti as emoções do mentor, teclista e escritor de letras Tuomas Hollopainen. Frustração, alegria, perda, sucesso, queda pelo abismo, subida pela montanha outra vez. Curiosa a escalada de emoções e sentimentos que alguém que pertence a uma banda está sujeito.
Principalmente alguém proveniente do país do frio, a Finlândia, de onde pensamos sempre não haver lugar a uma coisa tão simples como "sentir". Descreve-nos falhanços nas relações pessoais, nas relações dentro da banda, o modo como se perde um grande amigo por não se ser frotal, a confusão e o vazio que se geraria na sua vida sem a própria banda, e explica-nos como, por influencia da música, afasta o espectro do suicídio.
Se o sucesso é aquilo, prefiro mesmo continuar desconhecido.
De qualquer forma, é muito bom mesmo o documentário. Agora estou em pulgas para ver o documentário "Some Kind of Monster", dos Metallica...
\m/

Noite de assaltos 

Acreditas se eu disser que ontem, por volta das 2.30 da manhã, entramos (eu e o Preto) por uma colónia de férias em Vila do Conde a fingir que estávamos a assaltar aquilo?

A ideia criminosa foi do Miguel... Ele é um dos monitores de um grupo de miúdos que está lá na colónia, numas férias patrocinadas pela Segurança Social. E perguntou-nos se não queríamos pregar a partida do século. A resposta nem podia ser outra...
Então, lá fomos nós, entramos pelos quartos, pedimos valores, telemóveis, brincos e anéis, desfizemos camas, fizemos um monitor refém (também o assustamos, ele não sabia de nada), viramos aquilo tudo do avesso, não poupando em palavrões e não nos coibindo de agredir os outros monitores (obviamente em concluio connoso). Fomos tão convincentes que mesmo depois de saberem que era brincadeira, os miúdos ainda tinham medo de nós...
Foi altamente!

segunda-feira, 23 de agosto de 2004

Nem mais. 

"Gato que brincas na rua como quem brinca na cama, invejo a sorte q é tua porque nem sorte se chama."

(Fernando Pessoa)

É sempre bom falar contigo, my love.

Etiquetas:


quinta-feira, 19 de agosto de 2004

O homem a quem parece que aconteceu não sei o quê 

Meu amigo, isto o que aconteceu foi muito simples, meu amigo. O que aconteceu é que eu chego aqui e sou logo confrontado com certas e determinadas situações! Hã?... E eu digo: "Então mas como é que é?" e os gajos: "Ah, e tal...!" E eu: "Ah e tal não!, Ah e tal não!" Então venho lá de baixo e dizem-me que "não sei quê", chego cá acima e afinal parece que não! Em que é que ficamos? E os gajos: "Ah, não sei que mais, e o camandro..." E eu: "Mau, queres ver que a gente tem de se chatear?"
Isto não pode ser! Eu sou um gajo que tá aqui a trabalhar, eu quero trabalhar, hã?, e sou... e dizem-me, como eu aqui ouvi, dizem-me: "Ah, não sei quê..." Mas que é isto? Que é isto?
Isto não se faz! Porque eu sou um gajo que se... dou-me bem com toda a gente, sim senhor, dou-me bem, por mim tá tudo bem, e fazem-me isto! E há gajos que andam para aí e fazem trinta por uma linha e depois... passa tudo... incólume, que é coisa que eu não percebo!
É que eu assim não venho... deixo de vir aqui, vou fazer a minha vida para outros sítios, sítios onde inclusivamente malta me diz "Eh pá, e tal, sim senhor!" É para lá que eu vou, deixo de vir aqui, pá, hã?
Porque quando eu vejo que há aí palhaços, pá, que falam falam, falam falam, falam falam, pá, e eu não os vejo a fazer nada, pá, fico chateado, concerteza que fico chateado, pá!
'Tá a perceber?

(encolher de ombros) Ah...

RAP in "Gato Fedorento", Sic Radical

domingo, 8 de agosto de 2004

Constatação do dia 

Há mesmo palavras que devemos guardar apenas para nós próprios.

Etiquetas:


sábado, 7 de agosto de 2004

:) 

********** my love *************, PARABÉNS! :)

sexta-feira, 6 de agosto de 2004

Frase do dia 

"Odeio gente feia!" (autor desconhecido)

Etiquetas:


terça-feira, 3 de agosto de 2004

MCP 2004 

Balanço da MCP: gosto muito de me ver na televisão.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?