<$BlogRSDUrl$>

domingo, 31 de outubro de 2004

Proposta de emprego: 

Jovem bonito, saudável, bem disposto, irónico q.b. e com vontade de evoluir oferece-se para enviar por correio envelopes A4. Prática adquirida a enviar o próprio curriculo na semana passada.
Remuneração a combinar, condições de trabalho discutíveis.

Etiquetas:


sábado, 23 de outubro de 2004

Desabafos 

A melhor táctica para fugir a um distribuir de panfletos é, sem dúvida, levar uma saca ou uma pasta numa mão e o telemóvel na outra. Enquanto se olha para o telemóvel incessantemente, como se ele fosse comunicar algo sem o qual não podemos viver, ignoramos o simpático "Boa tarde" enunciado pelo distribuidor.
Afinal, ele nem está a fazer o trabalho dele nem pode ter informações que se podem vir a tornar importantes. Por isso depreendo que reacções relativamente hostis - "Não estou interessada!", "Não quero!", "Papel já eu tenho muito!" - quando o distribuidor até está a apanhar uma chuvada e, por outro lado, está sozinho um dia inteiro, são perfeitamente naturais. Ou será que não?

Etiquetas:


segunda-feira, 18 de outubro de 2004

Admirável mundo novo 

Sabem o que é fantástico? É que ninguém se lembra que, por acaso, o SLB é tão grande que conseguiu pôr 3000 adeptos portistas num cantinho em que cabiam 1008. O que é giro nisto tudo é que a claque portou-se bem durante todo o jogo. Ah grande SLB; organização 5 estrelas.

Ah.. não vi penalty nenhum. Nem do Karadas (ele está a puxar o Seitaridis também), nem do Ricardo Costa com a mão (é empurrado ostensivamente pelo jogador do SLB que está envolvido no lance).
Golo invalidado também não, só vi uma bola que parece ter entrado e não foi assinalada como tal pelo juiz de linha. O juiz de linha errou? Muito provavelmente. E depois? Só errou nesse lance? Ou só podia errar há 40/50 anos, quando o SLB ganhava tudo? Já vi lances mais escandalosos contra o FCP e ninguém disse nada...
É, obviamente, a minha opinião. E conta tanto como as outras.

quinta-feira, 7 de outubro de 2004

Outono 

Este tempo proporciona os agasalhos. De todos os tamanhos e feitios, o frio leva-nos a procurá-los em todo o lado. São agasalhos que precisamos. Para nos sentirmos melhor, quentes e preparados para o tempo que vem, seja bom ou mau.
Há/houve saldos, promoções ocasionais, preços fixos (exorbitantes ou sempre acessíveis). Baixas incríveis de 50%, por força maior. Descontos vários, "uma atençãozinha!". Lojas sempre abertas, agasalhos para todos os gostos, cores, texturas... até podemos escolher como o queremos levar - embrulhado ou assim como está.
O problema é a escolha. Sempre foi. Por vezes queremos levar tudo da loja, por vezes não queremos nada; outras vezes encontramos mesmo o que estávamos à procura, ou esse complemento vem ter connosco como por magia: "Era mesmo isto!".
O que todos queremos é, simplesmente, estar agasalhados...

Etiquetas:


This page is powered by Blogger. Isn't yours?