<$BlogRSDUrl$>

terça-feira, 28 de abril de 2009

Preciso de ajuda: 

Gente gira e boa que lê o meu blog (e os outros também, pf):

Rufia é a mesma coisa que malandro?

a) Sim, é.
b) Não, não é.

P.S. Nem vou dizer o que acho para não vos influenciar. Deixem, pf, a vossa opinião na minha caixa de comentários. Obrigado pela colaboração.

Etiquetas:


quarta-feira, 22 de abril de 2009

Flight 666 



As frases que resumem o documentário:

- "You're shit, and you know you are.." - comitiva, em coro, em todas as descolagens do ED Force

- "I want to be Steve Harris's daughter!" - fã japonesa dos Maiden

- "Tenho 172 tatuagens dos Maiden" - padre brasileiro

Etiquetas: , ,


segunda-feira, 20 de abril de 2009

Hoje estou com: 

Certezas e incertezas de uma vida errante e com destino incerto.

Etiquetas:


sexta-feira, 17 de abril de 2009

Tarde de ontem 

Isto sim, é um final de tarde. Nao concordas? =) on Twitpic

Isto sim, é um final de tarde. Nao concordas?

Etiquetas:


terça-feira, 14 de abril de 2009

"Ponto de situação" ou "O jogo" 

Querem vir jogar? Block a Block,algures perto de si! on Twitpic

Às vezes, tiramos peças de um lado para colocar noutros. Rumo ao céu.

Etiquetas:


segunda-feira, 13 de abril de 2009

Facto: 

Há e-mails que são autênticos tratados de sentimentos, emoções e vivências.

Obrigado. Por me deixares ler-te.

Etiquetas:


quinta-feira, 9 de abril de 2009

Constatação do dia 

Há abraços osmóticos de sentimento. Triste e negro.

Etiquetas:


terça-feira, 7 de abril de 2009

Sem título 

Persiana fechada, um certo ambiente primaveril ainda rodeado de um frio que teima em reaparecer. Tudo negro, porque assim é que a noite deve ser. Escura, negra, forte, libertadora. Em que nos perdemos nas tramóias e nas armadilhas que ela nos cria.

Ontem fechei os olhos. Ou antes, abri-os. Olhei para o que estava ali, à mão de semear. E não vi nada. Vi a minha imaginação a pregar-me partidas, o meu cérebro a dar-me algo para meditar, a minha mente a deixar-me vaguear pelo passado, pensando no presente e adivinhando um futuro. Com som, claro. De preferência, calmo e negro também.

Confirmo: apenas um dos futuros possíveis, que não sei se existe. Aliás, com tantas escolhas que fazemos, é difícil, não de prever, mas sim de imaginar o futuro.

É complicado de preencher o parágrafo-lead dos próximos capítulos. Mas, se não fosse assim, isto tinha piada?

Etiquetas:


This page is powered by Blogger. Isn't yours?